Topo
Blog do Leo Dias

Blog do Leo Dias

Filha de Wolf Maya estreia na TV: "Não combino com o rótulo de patricinha"

Leo Dias

2013-06-20T19:18:01

13/06/2019 18h01

Manu Maya (Foto: Divulgação)

A carioca Manu Maya, de 30 anos, filha do diretor de TV Wolf Maya, está prestes a deixar o status de "anônima" (ou quase) para mostrar seu dia a dia num reality show. Ela integra o elenco da segunda temporada de "Alto Leblon – Garotas do Rio", do canal E!, que estreia no dia 1 de agosto.

Trabalhando com relações públicas e circulando por um mundo repleto de famosos – por conta do pai e da profissão – Manu conta que nunca sonhou com a fama, mas confidencia amar o "glamour" da vida das celebridades.

"Nunca senti a necessidade de me expor e nem de ser famosa, sim reconhecida pelo meu trabalho, mas não famosa. Adoro ter as regalias dos famosos sem precisar aparecer. Graças a Deus minha família me proporcionou isso, tive privilégios sem precisar me expor", confessa Manu ao Blog do Leo Dias.

Ela já havia sido chamada para a primeira temporada do reality do E!, mas não aceitou. Cheia de personalidade, ela diz que impôs condições para se expor na TV.

"Não me identifiquei imediatamente com a sinopse do programa, pensei ser meio superficial, e queria aparecer com outra proposta. Não tenho papas na língua e falei o que eu achava que precisava melhorar na série. Sugeri pessoas diferentes, com dizeres, só mulheres, pessoas com vida glamourosa mas que tivessem uma mensagem maior. Eles toparam e estamos nessa temporada para contar a nossa história", revela Manu, que dividirá os holofotes com Ju Malagutti (dona de sex shop), Bárbara Evans e Arielle Macedo (coreógrafa e bailarina de Anitta).

Elenco da segunda temporada de "Alto Leblon" (Foto: Divulgação)

"Meus pais tiveram criação simples e passaram isso pra mim"

Apesar da vida confortável e de ser assumidamente uma pessoa que ama luxo e glamour, Manu Maya rejeita o rótulo de "patricinha" ou "filhinha de papai". Ela conta que trabalha desde os 17 anos e que atualmente, aos 30, conquistou muito com a sua profissão e com seu próprio mérito.

"Não sou hipócrita, odeio passar perrengue, gosto de conforto, mas não vivo de futilidades. Não combino com rótulo de patricinha. Junto dinheiro e trabalho desde os 17 anos. Já tive vários namorados do subúrbio e até de comunidade. Meus pais tiveram criação simples e passaram isso pra mim. Tive que aprender a administrar o interesse e oportunismo mirados a mim e a minha família desde cedo" conta Manu.

"Ser filha do Wolf Maya me traz cobranças"

Acostumada a ser lembrada sempre como "filha de Wolf Maya", Manu não considera um peso ter essa referência e acredita que se faz lembrada também por sua profissão. Ela elogia o pai e tudo que aprendeu com ele.

"Ser filha de Wolf Maya me abriu portas, mas eu tive que mantê-las abertas sozinha. Me traz cobranças, mas não um peso. Sempre falam de mim me rotulando com meu pai, parece um cartão de visita, e isso eu acho desnecessário. Sempre respondo: 'Sou filha da Vânia também, não só do Wolf". As pessoas são muito deslumbradas com esses rótulos", critica Manu.

Grossa, impaciente e não levo desaforo

Para quem irá acompanhar "Alto Leblon – Garotas do Rio", Manu já avisa o que podem esperar dela.

"Sou um pouco grossa, impaciente e não levo desaforo. Só me convence quem tem um argumento melhor do que o meu. Mas sou muito justa, quero ver todo mundo feliz. Sou realista, racional, justa e não aceito muito drama na minha vida", diz a loira poderosa.

Para apresentar as quatro participantes do reality ao público, o canal E! realiza uma festa badalada do lançamento de "Alto Leblon – Garotas do Rio" na Casa Maya, da família de Manu. O Blog do Leo Dias estará lá para conferir.

*Com reportagem de Lucas Pasin

Manu Maya (Foto: Divulgação)

Sobre o autor

Leo Dias é jornalista e apresentador do programa “Fofocalizando”, do SBT. Foi correspondente internacional da rádio portuguesa RDP, passou pelas TVs Bandeirantes e RedeTV! e apresentou um programa na rádio FM O Dia, líder de audiência no Rio de Janeiro, onde entrevistava políticos, jogadores de futebol, dirigentes e muitos artistas. Assinou uma coluna de celebridades no jornal "O Dia" e também esteve nos jornais "Extra" e nas revistas "Contigo", "Chiques e Famosos", "Amiga" e "Manchete". Apesar dessa experiência, sempre se definiu como repórter, tamanha paixão pela apuração da notícia e pela vontade em produzir conteúdos exclusivos.Polêmico, controverso e dono de uma forte personalidade, Leo conquistou um público cativo por dar notas explosivas e audaciosas num mundo artístico mais conservador. Seu lema: “A fama tem um preço estou aqui para cobrar”.

Sobre o blog

Notícias exclusivas sobre o mundo das celebridades e os bastidores do show business no Brasil.